07 outubro, 2012

Antes de morrer

A:
A morte é uma das minhas reflexões recorrentes.
Não é mórbido, é inspirador.
Recorda-me que a minha existência é finita e assim obriga-me a pensar constantemente o que fazer com ela.

B:
Frequentemente constato que as pessoas têm mais semelhanças entre si do que diferenças, quer nas suas expectativas, quer nas suas preocupações.

Vem isto a propósito de uma ideia da artista plástica Candy Chang que transformou uma das paredes da fachada de uma casa devoluta num gigantesco quadro de ardósia.
Esse quadro tinha uma série de entradas iniciadas por: “Before I die I want to ______”, convidando as pessoas que por ali passassem a completar a frase.
A ardósia original está em Nova Orleães, mas outras se seguiram um pouco por todo o mundo.
Na internet fez-se um site com a mesma ideia, www.beforeidie.cc

Seguindo a ideia original, tenho direito a preencher uma entrada neste quadro virtual.
Apenas uma.
Não sei o que escrever.
Quem já lá escreveu, escreveu por todos.
AB é uma semi-recta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário